Índice

Gênesis 4

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

, - ; , -, , -. 1 Conheceu Adão a Eva, sua mulher; ela concebeu e, tendo dado à luz a Caim, disse: Alcancei do Senhor um varão.
, - -; -, , , . 2 Tornou a dar à luz a um filho - a seu irmão Abel. Abel foi pastor de ovelhas, e Caim foi lavrador da terra.
, ; , --. 3 Ao cabo de dias trouxe Caim do fruto da terra uma oferta ao Senhor.
- , ; , - -. 4 Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas, e da sua gordura. Ora, atentou o Senhor para Abel e para a sua oferta,
- -, ; , . 5 mas para Caim e para a sua oferta não atentou. Pelo que irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o semblante.
, -: , . 6 Então o Senhor perguntou a Caim: Por que te iraste? e por que está descaído o teu semblante?
-, , , ; , , , -. 7 Porventura se procederes bem, não se há de levantar o teu semblante? e se não procederes bem, o pecado jaz à porta, e sobre ti será o seu desejo; mas sobre ele tu deves dominar.
, - ; , - . 8 Falou Caim com o seu irmão Abel. E, estando eles no campo, Caim se levantou contra o seu irmão Abel, e o matou.
-, ; , . 9 Perguntou, pois, o Senhor a Caim: Onde está Abel, teu irmão? Respondeu ele: Não sei; sou eu o guarda do meu irmão?
, ; , -. 10 E disse Deus: Que fizeste? A voz do sangue de teu irmão está clamando a mim desde a terra.
, , - -, - . 11 Agora maldito és tu desde a terra, que abriu a sua boca para da tua mão receber o sangue de teu irmão.
-, - - ; , . 12 Quando lavrares a terra, não te dará mais a sua força; fugitivo e vagabundo serás na terra.
, -: ‍, . 13 Então disse Caim ao Senhor: É maior a minha punição do que a que eu possa suportar.
, , , ; , , -, . 14 Eis que hoje me lanças da face da terra; também da tua presença ficarei escondido; serei fugitivo e vagabundo na terra; e qualquer que me encontrar matar-me-á.
, - , , ; , - -. 15 O Senhor, porém, lhe disse: Portanto quem matar a Caim, sete vezes sobre ele cairá a vingança. E pôs o Senhor um sinal em Caim, para que não o ferisse quem quer que o encontrasse.
, ; -, -. 16 Então saiu Caim da presença do Senhor, e habitou na terra de Node, ao oriente do Éden.
-, -; , , , . 17 Conheceu Caim a sua mulher, a qual concebeu, e deu à luz a Enoque. Caim edificou uma cidade, e lhe deu o nome do filho, Enoque.
, -, , -; , -, , -. 18 A Enoque nasceu Irade, e Irade gerou a Meüjael, e Meüjael gerou a Metusael, e Metusael gerou a Lameque.
- , : , . 19 Lameque tomou para si duas mulheres: o nome duma era Ada, e o nome da outra Zila.
, -: --, . 20 E Ada deu à luz a Jabal; este foi o pai dos que habitam em tendas e possuem gado.
, : --, - . 21 O nome do seu irmão era Jubal; este foi o pai de todos os que tocam harpa e flauta.
-, - --, - ; -, . 22 A Zila também nasceu um filho, Tubal-Caim, fabricante de todo instrumento cortante de cobre e de ferro; e a irmã de Tubal-Caim foi Naama.
, -- , : , . 23 Disse Lameque a suas mulheres: Ada e Zila, ouvi a minha voz; escutai, mulheres de Lameque, as minhas palavras; pois matei um homem por me ferir, e um mancebo por me pisar.
, -; , . 24 Se Caim há de ser vingado sete vezes, com certeza Lameque o será setenta e sete vezes.
, -, , - : - , -- , . 25 Tornou Adão a conhecer sua mulher, e ela deu à luz um filho, a quem pôs o nome de Sete; porque, disse ela, Deus me deu outro filho em lugar de Abel; porquanto Caim o matou.
- -, - ; , . {} 26 A Sete também nasceu um filho, a quem pôs o nome de Enos. Foi nesse tempo, que os homens começaram a invocar o nome do Senhor.

Índice

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50