Índice

Salmos 9

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 131 132 133 134 135 136 137 138 139 140 141 142 143 144 145 146 147 148 149 150

, - ; . 1 Eu te louvarei, Senhor, de todo o meu coração; contarei todas as tuas maravilhas.
, -; , -. 2 Em ti me alegrarei e exultarei; cantarei louvores ao teu nome, ó Altíssimo;
; . 3 porquanto os meus inimigos retrocedem, caem e perecem diante de ti.
- ; , . 4 Sustentaste o meu direito e a minha causa; tu te assentaste no tribunal, julgando justamente.
-, ; , . 5 Repreendeste as nações, destruíste os ímpios; apagaste o seu nome para sempre e eternamente.
, ; , . 6 Os inimigos consumidos estão; perpétuas são as suas ruínas.
, --; -- . 7 Mas o Senhor está entronizado para sempre; preparou o seu trono para exercer o juízo.
, ; . 8 Ele mesmo julga o mundo com justiça; julga os povos com eqüidade.
, - ; , . 9 O Senhor é também um alto refúgio para o oprimido, um alto refúgio em tempos de angústia.
; , . 10 Em ti confiam os que conhecem o teu nome; porque tu, Senhor, não abandonas aqueles que te buscam.
, : - . 11 Cantai louvores ao Senhor, que habita em Sião; anunciai entre os povos os seus feitos.
--, ; , . 12 Pois ele, o vingador do sangue, se lembra deles; não se esquece do clamor dos aflitos.
- , ; -, (). 13 Tem misericórdia de mim, Senhor; olha a aflição que sofro daqueles que me odeiam, tu que me levantas das portas da morte.
-- , ; , . 14 para que eu conte todos os teus louvores nas portas da filha de Sião e me alegre na tua salvação.
, -: ---, . 15 Afundaram-se as nações na cova que abriram; na rede que ocultaram ficou preso o seu pé.
, ; - , . 16 O Senhor deu-se a conhecer, executou o juízo; enlaçado ficou o ímpio nos seus próprios feitos.
, -- : , ; . 17 Os ímpios irão para o Seol, sim, todas as nações que se esquecem de Deus.
: -, . 18 Pois o necessitado não será esquecido para sempre, nem a esperança dos pobres será frustrada perpetuamente.
, ; (), . 19 Levanta-te, Senhor! Não prevaleça o homem; sejam julgadas as nações na tua presença!
, - ; , -. 20 Senhor, incute-lhes temor! Que as nações saibam que não passam de meros homens!
, --: -- .

Índice

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 131 132 133 134 135 136 137 138 139 140 141 142 143 144 145 146 147 148 149 150