Índice

Ester 4

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

, -- , -, ; , . 1 Quando Mardoqueu soube tudo quanto se havia passado, rasgou as suas vestes, vestiu-se de saco e de cinza, e saiu pelo meio da cidade, clamando com grande e amargo clamor;
, -: - , . 2 e chegou até diante da porta do rei, pois ninguém vestido de saco podia entrar elas portas do rei.
- , - -- , ; , . 3 Em todas as províncias aonde chegava a ordem do rei, e o seu decreto, havia entre os judeus grande pranto, com jejum, e choro, e lamentação; e muitos se deitavam em saco e em cinza.
() , , , ; -, -- . 4 Quando vieram as moças de Ester e os eunucos lho fizeram saber, a rainha muito se entristeceu; e enviou roupa para Mardoqueu, a fim de que, despindo-lhe o saco, lha vestissem; ele, porém, não a aceitou.
, , , --- -, --. 5 Então Ester mandou chamar Hataque, um dos eunucos do rei, que este havia designado para a servir, e o mandou ir ter com Mardoqueu para saber que era aquilo, e por que era.
, ---- , -. 6 Hataque, pois, saiu a ter com Mardoqueu à praça da cidade, diante da porta do rei;
- , - ; , - ()--. 7 e Mardoqueu lhe fez saber tudo quanto lhe tinha sucedido, como também a soma exata do dinheiro que Hamã prometera pagar ao tesouro do rei pela destruição dos judeus.
- - - , -- -, ; , - - ---. 8 Também lhe deu a cópia do decreto escrito que se publicara em susã para os destruir, para que a mostrasse a Ester, e lha explicasse, ordenando-lhe que fosse ter com o rei, e lhe pedisse misericórdia e lhe fizesse súplica ao seu povo.
, ; , . 9 Veio, pois, Hataque, e referiu a Ester as palavras de Mardoqueu.
, -. 10 Então falou Ester a Hataque, mandando-o dizer a Mardoqueu:
- - , - -- - - , - - , ; , ---, . 11 Todos os servos do rei, e o povo das províncias do rei, bem sabem que, para todo homem ou mulher que entrar à presença do rei no pátio interior sem ser chamado, não há senão uma sentença, a de morte, a menos que o rei estenda para ele o cetro de ouro, para que viva; mas eu já há trinta dias não sou chamada para entrar a ter com o rei.
, . 12 E referiram a Mardoqueu as palavras de Ester.
, -: - , - -. 13 Então Mardoqueu mandou que respondessem a Ester: Não imagines que, por estares no palácio do rei, terás mais sorte para escapar do que todos os outros judeus.
- , -- , - ; --- , . 14 Pois, se de todo te calares agora, de outra parte se levantarão socorro e livramento para os judeus, mas tu e a casa de teu pai perecereis; e quem sabe se não foi para tal tempo como este que chegaste ao reino?
, -. 15 De novo Ester mandou-os responder a Mardoqueu:
-- , - - --- , ; -, -, , . 16 Vai, ajunta todos os judeus que se acham em Susã, e jejuai por mim, e não comais nem bebais por três dias, nem de noite nem de dia; e eu e as minhas moças também assim jejuaremos. Depois irei ter com o rei, ainda que isso não é segundo a lei; e se eu perecer, pereci.
, ; , - . 17 Então Mardoqueu foi e fez conforme tudo quanto Ester lhe ordenara.

Índice

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10