Apresentação de nosso trabalho e algumas regras de hebraico bíblico:

Como pode ver o caro visitante, usamos aqui uma tradução não judaica da Bíblia, desfazendo-nos de vãos preconceitos que a nada conduzem, buscando simplesmente a melhor forma de ajudar ao que busca o estudo. Optamos por esta tradução (Atualizada) em lugar da edição Revista e Corrigida, ou outras, por parecer-nos a mais fiel ao texto hebraico, e por faltar em língua portuguesa (pelo menos a nosso conhecimento) uma tradução rabínica da Bíblia.

Outrossim, esperamos contar com a compreensão do leitor em concernência ao fato de que livros que foram escritos em línguas antigas, como é o caso da Bíblia, é impossível que sejam traduzidos fidedignamente a idiomas modernos, especialmente quando a cultura diverge, pelo que mesmo sendo esta a tradução mais fiel que encontramos, ainda deve-se considerar que como rabinos e responsáveis por nossa fé e conduta, nos lugares onde achemos necessessárias notas explanativas ou correções, esta serão adscritas.
Trechos que hajam sido traduzidos metodicamente afim de induzir o leitor a crer no que o tradutor defendia como verdade, mas que no trecho hebraico seja distante do que realmente foi traduzido, a explanação estará cuidadosamente inserida de forma a não ferir os sentimentos do tradutor, mas suficientemente diretos para conservar a fidelidade ao texto em sua origem. Casos há que dependem da leitura correta segundo os sinais massoréticos, e que sem eles qualquer leitor que saiba suficientemente o hebraico atual e o antigo poderia confundir-se.

Como exemplo, citamos Zacarias 12:10, onde o tradutor leva a crer que refere-se o texto a determinada pessoa, e se a pessoa der atenção ao sistema de pontuação semítico, perceberá que trata-se de algo como uma guerra entre irmãos, sendo a tradução ali errônea e indutora a determinada forma de fé à qual apegam-se muitos ocidentais. Mesmo rabinos do passado, como Rabi Abraham ibn-'Ezrá, que vivera no meridiano espanhol no princípio do segundo milênio da era comum ocidental, optara por escrever sua exegese neste verso utilizando o sistema chamado "derach", ou seja, não literal.

Outros casos há de uso linguístico de termos ocidentais para traduções de palavras ou verbos que são próprios dos idiomas semíticos, como o verbo "criar", que não traduz a idéia de "bará" em Gênesis 1:1. Na maioria dos casos, basta passar o ratinho sobre a palavra para obter a explicação, salvo alguns trechos nos quais a necessidade de explanações mais prorrogadas obrigaram-nos a inserir um "link" que conduzirá a uma página especial separada.

Outras alusões serão feitas nos casos de tradução intencional a nosso ver, devido à divisão da Bíblia por capítulos, inventada no mundo cristão para desfazer relatos em sua metade, como é o caso de Isaías 53, cujo assunto principia no capítulo anterior, mas foi aplicado a uma pessoa em separado, cuja estória foi escrita posteriormente forjando em sua redação forçadamente a aplicação do conteúdo de parte do trecho através do sistema de separação por capítulos, sem fidelidade histórica, mas apelando para o sentimentalismo curial do ser humano.

Por que não traduzimos nós mesmos a Bíblia?

Exatamente por conhecermos bem o hebraico, e sabermos das diferenças que distanciam o hebraico atual do bíblico, e termos consciência plena da pontuação massorética e sua função e influência na tradução, além da diferença que levanta-se como uma inexpugnável barreira entre o hebraico e as línguas ocidentais, antigas ou modernas, não nos atrevemos a traduzir o texto bíblico, tarefa que pensamos ser impossível. Nosso conselho ao leitor: aprender o hebraico, e não limitar-se ao aprendizado do hebraico hodiernamente usado no moderno Estado de Israel, que não somente na pronúncia distancia-se do idioma falado por nossos antepassados, senão também no sistema gramatical difere em muito, incluindo a pontuação e suas pausas.

Aconselhamos a todo o que busca aprofundar-se no hebraico visando o entendimento da linguagem bíblica, angariar também isocronamente conhecimento de outros idiomas semíticos, como o árabe e outras línguas da antiguidade faladas na região mesopotâmica e cananéia, e no árabe dê ênfase ao conhecimento da leitura tradicional curânica, que assemelha-se em muito ao sistema de pontuação do hebraico bíblico.

O sistema de pontuação hebraico bíblico (massorético)

Cônscios de que muitos não têm como entender o que tentamos explicar aqui, buscamos explanar de modo mais sucinto: é como se pudéssemos dizer em português com as seguintes pausas: "No princípio, criou Deus; os céus, e a terra." Seria como se o sistema de pontuação hebraico permitisse em seu meio interrogações e questionamentos: "No princípio..." (que aconteceu?) "...Criou Deus!...." (E, que criou?) "...Os céus..." (Somente isto?) "...E, a Terra!". Em outro caso, vemos o texto explanando o que é o fruto da cidra, elevado entre outras espécies vegetais durante a festa de Sucôt (Tabernáculos) pelos israelitas, no Templo, conforme a ordem bíblica. Ali temos, em determinado trecho, "...Peri ets, hadar..." - ou seja: "...fruto de árvore..." (que fruto?) "...hadar!..." (fruto louvável!), e, em outro trecho, "...peri, ets hadar!" - (que tipo de fruto?) "...fruto, que seja de ávore louvável!". No primeiro caso, o fruto é o louvável. No segundo, a árvore - fatores que dão motivo às controvérsias no Talmud. Os tradutores não hebreus, porém, muitas vezes perdem o sentido devido ao sistema semítico de pontuação.

Estas cousas tão simples aparentemente, são coisas nas quais é imprescindível o aprofundamento de estudo do aprendiz do hebraico, pelo que engana-se em muito o que pensa que basta dirigir-se a algum órgão instrutivo sionista e aprender o hebraico. Isto, sem dúvida, ajuda, pois não há como a familiarização com o idioma falado cuja origem e raízes estão no idioma dos profetas, mas não deve-se parar aí, nem pensar pela aparência simples que já consegue entender o escrito no texto bíblico.

Como explicado, o sistema difere, e em muito, sendo que mais pormenores serão trazidos nas notas explanativas, pois é impossível escrever tudo em uma única página, e não trata-se esta página de uma aula de hebraico, apesar de adiantarmos aqui alguns pormenores concernentes ao idioma nos casos que se nos pareçam imprescindíveis a explanação, visando a facilitação ao estudante da Bíblia, bem como ao estudante do hebraico, a um tempo.

Na versão hebraica utilizada por nós aqui, gentilmente concedida pelo Mekhon_Mamre (Jerusalém), os complicados sinais massoréticos foram "traduzidos" para sinais ocidentais modernos, como vírgulas e similares, para que o leitor saiba mais facilmente onde deve pausar e como, durante a leitura. Esperamos que o leitor já seja cônscio de que o sistema de pontuação massorético não limita-se a "sinais de entonação musical", como deixam pensar alguns rabinos.

"Waw ha-hipukh"

A função da letra "waw" hebraica é muito peculiar, divergindo inclusive de demais idiomas semíticos. Geralmente ensina-se que sua função é a transformação do tempo passado em futuro, e vice-versa, ponto que não discutimos, apesar de acharmos importante lembrar que o hebraico bíblico não dispõe, como o moderno, de tempo verbal presente. O tempo verbal presente na Bíblia pode aparecer como futuro ou como passado, como pode-se notar em Salmos 1:1, onde o verbo aparece no que seria hoje tempo pretérito.

Ou seja, nos casos onde o termo pode ser indicado como verbo em tempo presente pela pessoa que conhece o hebraico moderno, e em Provébios 18:2 aparece no que seria na atualidade tempo futuro. Se o verbo encontra-se no que hoje é tido no hebraico como tempo presente, não trata-se de verbo, senão de denominativo, que os mestrados hebraicos hodiernos chamam de substantivo.

Bíblia - Versão Hebraica do Mekhon_Mamre

Tradução: - João Ferreira de Almeida

(Versão Revista e Atualizada)
Clique aqui para sair!

Com notas do rabino J. de Oliveira

(Israel)
União Sefardita Hispano-Portuguesa
Copyright © 2004, 2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2010, 2011, 2012
Todos os direitos reservados.

בראשית
Gênesis 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

שמות
Êxodo 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

ויקרא
Levítico 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27

במדבר
Números 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36

דברים
Deuteronômio 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34

יהושע
Josué 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24

שופטים
Juízes 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21

שמואל א
1 Samuel 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31

שמואל ב
2 Samuel 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24

מלכים א
1 Reis 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22

מלכים ב
2 Reis 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25

ישעיהו
Isaías 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66

ירמיהו
Jeremias 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52

יחזקאל
Ezequiel 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48

הושע
Oséias 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14

יואל
Joel 1 2 3 4

עמוס
Amós 1 2 3 4 5 6 7 8 9

עובדיה
Obadias 1

יונה
Jonas 1 2 3 4

מיכה
Miquéias 1 2 3 4 5 6 7

נחום
Naum 1 2 3

חבקוק
Habacuque 1 2 3

צפניה
Sofonias 1 2 3

חגי
Ageu 1 2

זכריהו
Zacarias 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14

מלאכי
Malaquias 1 2 3

דברי הימים א
1 Crônicas 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29

דברי הימים ב
2 Crônicas 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36

תהילים
Salmos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 131 132 133 134 135 136 137 138 139 140 141 142 143 144 145 146 147 148 149 150

איוב
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42

משלי
Provérbios 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31

רות
Rute 1 2 3 4

שיר השירים
Cantares 1 2 3 4 5 6 7 8

קוהלת
Eclesiastes 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12

איכה
Lamentações 1 2 3 4 5

אסתר
Ester 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

דניאל
Daniel 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12

עזרא
Esdras 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

נחמיה
Neemias 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13

Como exemplo, podemos citar aqui a resposta de Esaú para seu irmão quando este compra sua primogenitura (Gn 25:32), e a resposta traduzida "Eis que estou a ponto e morrer...", e seria mais correto traduzir "Eis que sou [simplesmente] um mortal...", pois o verbo aparece no que seria tempo presente no hebraico atual. Em todos os casos em que o "verbo" apareça assim, deve-se entender que refere-se à natureza peculiar individual, e não trata-se de verbo.

Quanto ao assunto precípuo do parágrafo, deixado de lado por um momento para esta explanação, a ele tornamos, e acrescentamos aqui ao leitor sua segunda função. O mais importante é estar cônscio de que não vem o "waw ha-hipukh" simplesmente para mudar o tempo, senão para dar continuidade aos fatos no relato. Ao momento em que houver interrupção em seu uso, significa que o que procede sucedera anteriormente, em outra continuidade de fatos anteriores, e também nisto citamos um exemplo para que o leitor possa conscientizar-se melhor do que realmente significa.

Em Gn 4:1 temos todo o trecho do final do capítulo anterior em sequente utilização do "waw ha-hipukh", interrompido com a frase "Conheceu Adão a Eva, sua mulher; ela concebeu...", o que significa que todo este relato ocorrera antecipadamente ao relato anterior, que nos conta acerca da expulsão do casal do Jardim do Éden (Gn 3:22-24), incluindo o nascimento das crianças. Este é o motivo pelo qual o famoso exegeta provençal da Idade Média, Rabi Chelomo Isĥaqi (mais conhecido pelo acróstico "Rachi"), diz ali em sua exegese: " a conhecera...", significando "anteriormente à expulsão". Esta regra, porém, perde seu valor nos livros mais tardios, como o livro de Jó, onde o sistema explanado aqui já não é comum, por tratar-se de um hebraico mais tardio. O melhor exemplo, talvez, seja o Cântico de Moisés (Êxodo 15:1) ao término da travessia do Mar Vermelho, que principia com as palavras "Az iachir..." - (Cantou, então..."), que no hebraico hodierno indica futuro ("Então cantará..."), e ali é passado. Tornara-se este trecho motivo para discursos toráticos de rabinos que não adquiriram conhecimento suficiente do idioma de nossos antepassados, e vivem mergulhados noite e dia somente nos exegetas sem saber como chegaram às explanações que escreveram. Quem dera tais discursos fossem fundamentados simplesmente no sistema chamado "derach", sem que dêem a entender ser o sentido literal do texto...

Agradecimentos:

Agradecemos em especial à colaboração do Mekhon_Mamre, situado em Jerusalém, por haver-nos estendido sua mão tornando possível este trabalho - seja no que concerne à versão hebraica, na qual a pontuação massorética fora "traduzida" para símbolos ocidentais, facilitando assim ao neófito, seja no trabalho de ordenação das páginas em si, mesmo o texto português, deixando-nos somente o trabalho de inserir as imprescindíveis notas, citadas algumas como exemplo. Também neste mesmo ensejo, reconhecemos o grande labor do R. Eliézer Tavor, de 'Eli (Samaria), sem cujo fulcro o levantamento do "site" todo não far-se-ía possível.
À sua disposição, para toda eventualidade:

rabino@judaismo-iberico.org

איחוד ספרדי-פורטוגלי

União Sefardita Hispano-Portuguesa

POB 443 - `Elí - Gush Shiloh
DN Ephraim 44828
Israel

Copyright © 2004, 2005, , 2006, 2007, 2008, 2009, 2010, 2011, 2012

Todos os direitos reservados.
doteasy.com - free web hosting. Free hosting with no banners.
Doteasy Web Hosting