Todo o Michnê Torá | Voltar | Todo o Livro | Glossário
Capítulos:
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30

Dissertação rabínica pós-talmúdica sobre o assunto.

Veja o Magid Michnê que citou certos "magihim" que quiseram corrigir as palavras de nosso Mestre.

Veja a explanação do Ramba"m à Michná, onde explica que os becos que não são abertos em ambas as extremidades são "carmelit", se estiverem abertos para o rechut ha-rabim.

Escrevera r. Mochê ben-Maimon na explanação sobre a Michná no trat. 'Eruvin 1:2:

"Saiba que os becos e ruelas que não forem abertos de lado a lado são "carmelit", caso o beco for aberto para o recinto público, conforme esclarecemos no princípio do trat. Chabat. Se colocarem uma viga sobre o beco - e é uma barra colocada sobre um muro e outro, de acordo com a altura segundo fora esclarecido, e de acordo com o que for esclarecido acerca da espessura da viga - é permitido fazer nele 'eruv." E, é "carmelit" no que concerne ao arremesso, ou seja, que se alguém lançar algo do "rechut ha-rabim" para seu interior, não será passível de "carêt" . Mas, se fizer para ele uma ripa, torna-se [o beco] "rechut ha-iaĥid", pelo que o que lançar para seu interior é "ĥaiav", pois temos como regra que a viga é para reconhecimento, e a tábua por parede.

Se os "magihim" houvessem visto essas palavras do Ramba"m, não haveriam feito comentário nenhum, quanto mais tentativa de correção.


Todo o Michnê Torá | Voltar | Todo o Livro | Glossário
Capítulos:
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30
Alguma pergunta? Consulte-nos!
ꁁ ,