Todo o Michnê Torá| | Voltar| | Todo o Livro| | Capítulo 1| | Capítulo 2| | Capítulo 3| Glossário|


Leis concernentes às fímbrias (tsitsit):

Há nelas um mandamento positivo:

Colocar tsitsit nos quatro cantos da veste com que se cobre.

Capítulo 1

01 A fímbria que se faz sobre o canto da roupa, do mesmo tipo e cor da roupa, é o chamado "tsitsit", por assemelhar-se à franja do cabelo, conforme está escrito: "...e me tomou por uma franja da minha cabeça..." Ez 8:3. Esta fímbria é chamada "branca", porquanto não fomos ordenados a tingi-la. Quanto aos fios da fímbria, não tem quantidade determinada pela Torá

02 Toma-se um fio de lã tingido com a cor do firmamento, e envolve-se com ele a fímbria. Este fio é o chamado tekhêlet, segundo o que foi dito: "..farão para si um fio de cor tekhêlet..." - Nm 15:38.

03 Assim, temos neste preceito dois mandamentos: que seja feito sobre o canto [da roupa] uma fímbria saindo dele, e que sobre esta seja envolto um fio [de cor] tekhêlet, como foi dito: "...façam para si tsitsit... e coloquem sobre o tsitsit da fímbria um fio [de cor] tekhêlet." - (Nm 15:38).

04 O tekhêlet não impede o cumprimento do preceito da [fímbria] branca, nem o fio tekhêlet impede o cumprimento da fímbria branca. Como assim? - se não tiver [nenhum fio de cor] tekhêlet, coloque somente o branco; se tinha os fios brancos e o fio tekhêlet, e cortaram-se [todos os fios] brancos [em sua base] no canto da roupa, ficando somente [o fio de cor] tekhêlet, é cacher.

05 Apesar de um não impedir o cumprimento através do outro, não trata-se [o caso] de dois preceitos, senão ambos são um só preceito positivo, e quem quer que vista um talit no qual haja apenas fios brancos, ou apenas o fio tekhêlet, ou ambos, cumpre o preceito igualmente. Disseram os Sábios: " [Ao dizer a Torá:] "Serão para vós por tsitsit..." (Nm 15:39) - ensina o escrito serem [ambas as ordens] um único preceito." Mas quanto aos quatro tsitsiôt, impedem entre si [o cumprimento] um aos outros, por serem todos os quatro um mesmo preceito.

06 Como se faz o tsitsit? Começando do canto do talit, que é o final do tecido, e distanciando dela não mais que três dedos acima, nem menos que o nó do dedo polegar. Introduz ali quatro fios, dobrando-os ao meio, fazendo com que sejam oito fios pendurados desde o canto [da veste], sendo um dos fios o de cor tekhêlet, e os sete, brancos.

07 Toma um dos fios brancos, e envolve com ele uma vez os demais fios, e deixa-o, tomando em seguida um fio tekhêlet, envolve com ele duas vezes ao lado do fio branco, e amarra. Estas três voltas são chamadas "ĥuliá". Distancia um pouco, e faz uma segunda "ĥuliá" com apenas o fio tekhêlet [envolvendo os demais]. (v. gravura) Distancia dela novamente, e faz uma terceira, e assim até a última, onde deverá envolver duas vezes com o tekhêlet, e a última volta seja feita com o fio branco: por haver começado com o branco, deve terminar com o branco, pois eleva-se em santidade, e dela não se diminui. Por que começa com o branco? - por ser o fio mais próximo do canto da veste de sua mesma cor. (v. gravura) Assim deve fazer em todos os quatro cantos.

08 Quantas ĥuliôt devem ser feitas em cada canto? não menos que sete, nem mais que treze, sendo esta a melhor forma de cumprir com este preceito.Se não fez senão uma única ĥuliá, é kecherá, e se envolveu com o tekhêlet a maior parte do tsitsit, também é kecherá. Porém, é considerado beleza para o tekhêlet que estejam as ĥuliôt na terça parte dos fios que se desprendem, e dois terços sejam a cauda do tsitsit (v. gravura).

09 Quem fizer somente o branco sem o tekhêlet, deve tomar um dos oito fios e envolver com ele os demais até um terço, deixando dois terços dos tsitsit como franjas. Quanto às voltas em torno, quem quiser fazer tudo ĥuliôt, está permitido, e este é nosso costume.

(Conheça: Original costume sefardita, conforme consta no Talmud; e atual costume, por influência do judaísmo francês e asquenazita).

10 Tanto os fios "brancos" quanto os fios de cor tekhêlet, se quizer fazê-los de fios torcidos, pode fazer. (*) Mesmo que seja o fio composto de oito fios, não é considerado senão como sendo um único fio.

11 Os fios do tsitsit, sejam os fios "brancos" ou os fios de cor tekhêlet, precisam ser previamente fabricados para servirem como tsitsit. Não se fabrica nem de lã que se haja enroscado nos espinhos ao deitar-se sobre ele o rebanho, nem dos pelos que escapam-se do animal, nem de restolho dos fios verticais que vêm pendurados no fim da veste, (*) senão da tosquia da lã, ou do linho. Tampouco se fabrica de lã roubada, ou da cidade desviada [para a idolatria], nem tampouco de coisas santificadas. Caso o faça, estaão os fios inválidos para tsitsit. Se alguém se curvara perante o animal [em ato de adoração], sua lã está inapropriada [para que seja feito dela tsitsit]. Mas, se alguém se curvara em adoração perante o linho enquanto se achava este plantado, este é adequado [para que dele se faça tsitsit], pois ocorrera nele transformação [em sua natureza].

12 Tsitsit feito por um gentio, é inválido, porquanto foi dito: "Fala aos filhos de Israel...façam para si tsitsit..." - Nm 15:39 - Mas, se fez um judeu sem intenção, está apto. E, tsitsit que foi feito do que já era feito anteriormente, é inválido.

13 Como assim? - se trouxer um canto de roupa no qual já houver tsitsit, e costurar sobre uma roupa, mesmo que nesta haja um côvado por um côvado, é inválido, já que foi dito "Façam para si tsitsit..." - Nm 15:39 - [devem fazê-lo algo novo,] não do que já era feito, pois se assemelha isto a que se houvesse sido feito por si própria. Mas, é permitido desatar o tsitsit de uma roupa e colocá-lo em outra, tanto o "branco" como o tekhêlet.

14 Se pendurar os fios entre ambos os cantos, unindo-os de ambas as partes, [mesmo] amarrando os tsisiôt em] ambos os cantos conforme determina a halakhá, e depois cortou [os fios que uniam] entre ambos os cantos e separou-os, está inapropriado [para o uso em cumprimento do preceito], pois no momento em que os colocara estavam os cantos envoltos um no outro, sendo que ao cortá-los fizera do que já estava feito. (*)

15 Se colocou tsitsit sobre tsitsit já anteriormente postos - no caso de ter intenção de anular o primeiro - desfaz o primeiro ou corta, e está apta assim para o uso. Se, porém, sua intenção era de acrescentar - mesmo que corte o primeiro, está inapto - pois ao acrescentar já fizera com que estivesse tudo inapto, e se desfazer ou cortar o acréscimo, encontrar-se-á fazendo do que já está feito, pois o primeiro feitio se fizera inapto.

16 Similarmente, se fizera tsistsit em um talit de três cantos, e depois fizera-lhe um quarto canto, todo o talit está inapto, pois está dito "Farás..." - Dt 22:12 - não do que estava feito.

17 Não dobra-se o talit em dois, colocando os tsitsiàt em seus quatro cantos enquanto acha-se dobrado, a não ser que todo ele esteja costurado, mesmo que seja [a costura] somente por uma direção.

18 Se o canto onde há tsitsit se deslocara, se menos do que [a medida de] três dedos, costura-se em seu próprio lugar. Se dentro [da medida] de três dedos, não pode costurar. Se diminuiu-se o canto da roupa entre os fios do tsitsit e o final do tecido, mesmo que não restar do tecido senão o mínimo, está cacher. E assim se diminuíram-se os fios dos tsitsiôt: mesmo que nada haja restado deles, senão o suficiente para um laço, está cacher. Mas, se desde sua base se cortara o fio, e mesmo um único fio, está passul


Capítulo 2

01 A cor "tekhêlet" trazida na Torá em todo lugar, é a lã tingida como a mesclagem da sombra, que é a coloração do firmamento, segundo se apresenta aos olhos na ocasião da pureza do firmamento. Quanto à cor tekhêlet no que concerne ao tsitsit, é necessário que seja sua tingidura por certa forma especial, cuja beleza torna-se permanente, sem que haja nela câmbio [algum]. Toda [lã e fio] que não for tingida segundo essa tingidura, está inapto para o cumprimento do preceito de tsitsit, mesmo que seja semelhante à tonalidade [que se vê] no firmamento, como no caso de haver tingido com anil, ou com outros tipos de enegrecedores, é nesse caso passul. E, lã da ovelha híbrida de cabra é inapta para [o feitio dos fios do] tsitsit.

02 Como se faz o tingimento do tsitsit? - toma-se a lã, coloca-se em cal. Depois, é lavada, até que esteja limpa. Lava-se a lã após isto em ahlá, conforme fazem os tingidores para que a tinta seja bem absorvida. Depois, traz-se o sangue do "ĥilazon", um peixe que assemelha-se sua cor à do mar, e cujo sangue é negro como a tinta [preta], encontrado no Mar Mediterrâneo. Despeja-se o sangue a ferver em uma panela grande, acrescendo-se a ele especiarias, como a qimônia ou semelhantes [em efeito], como fazem os tingidores [profissionais]. Ferve-se [o sangue], introduz-se a ele a lã, até que se faça como a cor do firmamento: esta é a característica da cor tekhêlet.

03 A cor tekhêlet do tsitsit necessita tingimento em nome do propósito do cumprimento do preceito. Se tingir [esta cor] sem que haja o propósito [pré-definido] para servir ao cumprimento do preceito, e [a lã tingida] inapta para o uso [na fabricação do fio desta cor]. Quanto á tinta que encontra-se no vasilhame, se nele introduzir-se um pouco de lã para verificação se está a tinta boa ou não, todo o [conteúdo do] vasilhame se tornará inapta [para ser usada em nome do preceito]. Como deve fazer? - deve tomar um porção da tinta em um utensílio diminuto, e a ele introduzir um pouco da lã, queimando após isto a lã usada para a verificação, pois foi tingido [especialmente] para tal [e não em nome do cumprimento do preceito]. Quanto à tinta do utensílio [usado para a verificação], deve ser despejada, pois foi mudado [em sua natureza, pela verificação] e [por isto] tornado inapto [para o preceito], e para tingir o [fio] tekhêlet, deve usar a tinta que restara no vasilhame [principal], que não foi transformado.

04 não se compra tekhêlet, senão de um especialista. Teme-se [se comprado de um não-especialista] que não haja sido tingido em intenção de cumprimento do preceito. E mesmo se for comprado de um especialista, se passou por verificação e ficou reconhecido que foi tingido com outras espécies de tinta que empretecem, que não se preservam [em sua estabilidade de coloração, e em sua beleza,] está inapto.

05 Como verifica-se para saber se foi tingida conforme sua lei? - toma-se a palha de cereais, a substância pegajosa da lesma, urina que tornara-se ácida após o transcorrer de quarenta dias, e coloca-se o tekhêlet dentro dela por vinte e quatro horas: se enfraquecer-se sua cor escura, é inválido; se, porém, aumentar sua cor, e escurecer-se mais do que já era, é kacher.

06 O local que é reconhecido como centro de venda de tekhêlet, estando eles em reconhecimento geral como sendo pessoas retas, pode-se comprar deles sem que seja necessário fazer a verificação, e assim são reconhecidos, até que se faça uma razão para desconfiança. Quem depositar seu [fio ou lã] tekhêlet aos cuidados de um gentio, tornara-o inválido, pois este pode havê-lo trocado [por outra lã ou fio tingido por outra tinta]. Se, porém, estava lacrado por dois lacres em um utensílio, estando um lacre por dentro do outro, é kacher. Apenas um lacre, passul.

07 O tekhêlet encontrado na rua - mesmo que os fios sejam aparados e torcidos, (*) é inválido. Se comprar o talit já com os tsitsit de um judeu, está apto [o tekhêlet dela para o preceito]. Do gentio - do vendedor de roupas profissional, é cacher; do ocasional, passul.

08 O talit que for vermelho, verde ou de demais cores - os fios "brancos" dele deverão ter sua cor - se verde, verdes, e se vermelha, vermelhos; caso seja todo o talit tekhêlet, pode colocar os fios brancos de todas as demais corês, exceptuando-se a cor preta, que parece com o tekhêlet; e, sobre todos os fios enrola o fio tekhêlet, como faz com os demais fios não tingidos.

09 É mais pesado o castigo do que não usa tsitsit com fios brancos, do que o de quem não usa o fio tekhêlet, pois o branco é [facilmente] encontrado por todos, e o tekhêlet, não, por não ser existente em todo lugar, nem em toda época, devido à tinta que dissemos.


Capítulo 3

01 O indumento no qual deve a pessoa prender os tsitsiôt, segundo o promulgado na Torá, é o indumento no qual hajam quatro cantos, ou mais que quatro cantos. Quanto a sua medida, deve ser o suficiente para cobrir a cabeça e a maior parte do corpo de um menino que já anda sozinho pela rua, sem que necessite outra pessoa que o guarde, e que o acompanhe. Deve ser [também segundo a Torá] que o indumento seja de lã ou de linho, somente.

02 Quanto ao talit de demais tipos [de tecido], como as roupas de seda e de algodão, e lã de camelo, de lebre e de cabras, ou similares, não há obrigação de que se coloque nelas tsitsit pela Torá, senão por decreto dos Sábios, para que as pessoas sejam cuidadosas com o preceito de tsitsit. Isto, se a roupa for quadrada, ou mais que quadrada, sendo sua medida conforme dissemos. E, toda roupa lembrada na Torá sem especificação, é de lã ou de linho, somente.

03 ""...Nos quatro cantos da tua manta..." - Dt 22:12 - quatro, e não três. Se assim, digamos quatro, e não cinco? - aprende a dizer: "...com que te cobrires..." (mesmo) mesmo que tenha cinco cantos ou mais. E, por que é que eu obrigo a que cinco cantos, e declaro isenta a que tem três, se tanto uma quanto a outra não tem quatro cantos? - porquanto a que há nos cinco cantos integrados quatro cantos!" Portanto, ao fazer tsitsit para uma roupa de cinco ou seis cantos, só pode colocar em quatro cantos, nos mais distantes entre si dentre os cinco ou seis, somente, porquanto está dito: "...nos quatro cantos de tua manta com a qual te cobrires..."

04 Roupa de tecido cujos cantos sejam de pele - é obrigada; roupa de pele cujos cantos sejam de tecido - é isenta. Não se faz, senão segundo o principal elemento da cobertura. Roupa de dois sócios é obrigada, porquê está dito: "...Sobre os cantos de suas roupas..." - Nm 15:38. Não foi dito "...tua manta..." (Dt 22:12) senão para fazer isenta a emprestada, pois o talit emprestado está isento por trinta dias, e depois de trinta é obrigado.

05 Roupa de lã, seus fios "brancos" devem ser feitos [também] de lã, e de linho, seus fios "brancos" devem ser feitos de linho - de acordo com a espécie da roupa. Quanto aos demais tipos, faz-se os fios "brancos" de cada espécie segundo a espécie, por exemplo, fios de seda para roupa de seda, e fios de lã caprina para roupa de lã caprina. Se, porém, quiser fazer os fios "brancos" de demais tipos de espécie de tecido, de lã ou de linho, pode fazer, porquê a lã e o linho servem para isentar tanto sua própria espécie de tecido, como as demais; as outras espécies, porém, somente para isntar-se a elas mesmas, cada qual à parte, e às demais espécies não isentam.

06 E, qual a lei em pertinência a colocar fios de lã em roupas de linho, ou fios de linho em roupas de lã [em cumprimento de tsitsit], apesar de neste caso haverem apenas fios "brancos", sem o tekhêlet? (*) - a lei é que o caso é permissivo, pois o cha'átnez é permitido no que pertine aos tsitsit, sendo o tekhêlet [somente de] lã, e pode-se prendê-lo ao linho. Por que, então, não se faz assim? - por ser possível fazer o fio branco dela de sua própria espécie, e todo lugar onde se acha um preceito positivo e um preceito negativo intercalado isocronamente, se for possível cumprir com ambos, é o melhor; se não, o preceito positivo desfaz o negativo. Aqui, é possível cumprir a ambos. (*)

07 Roupa de linho, não se coloca nela tekhêlet, senão unicamente o "branco", de fios de linho, unicamente. Não por ser o preceito [positivo] de tsitsit desfeito por causa de [um preceito negativo que é] "cha'atnez", senão por tratar-se de decreto proibitivo dos Sábios, pois pode ser que venha a vestir à noite, quando não é tempo de cumprir com o preceito de tsitsit. Então, estará transgredindo um preceito negativo quando não há com ele um preceito positivo [isocronamente], pois a obrigação de cumprir com o preceito de tsitsit é diurna, não noturna, conforme foi dito: "...e, os vereis..." - Nm 15:39 - [significa:] no tempo que possibilita que sejam vistos. Quanto ao cego, é obrigado a cunprir com o preceito de tsitsit, pois mesmo que ele não possa ver, outros vêem-no.

08 É permitido que se vista [roupa que leve] tsitsit à noite, tanto em dia semanal, como no chabat, mesmo que não seja seu tempo apropriado, desde que não abençôe [ao vestir]. Desde quando bendiz-se sobre tsitsit pelo amanhecer? - desde que possa distinguir entre o tekhêlet e o "branco". Como se bendiz? -
"Barukh Atá Adonai
Elohenu Mêlekh ha-'Olam,
acher qidechanu bemitsvotav
vetsivánu lehit'atef betsitsit!"

(Original hebraico)

Toda vez que se envolver nele durante o dia, deve bendizer antes de envolver-se. Mas, não se bendiz no momento em que faz os tsitsiôt, porquê o fim do preceito é o envolver-se nele.

09 É permitido entrar [vestido] com tsitsit no recinto no recinto sanitário e no recinto de banhos. Se os fios "brancos" se cortaram, ou se o fio tekhêlet, pode atirá-los ao lixo, pois é este um preceito em cujo corpo não há santidade. Mas, é proibido vender um talit com tsitsit para um gentio sem antes tirar dele os tsitsiàt. E, isto não por haver nele próprio santidade, senão porquanto pode ser que este se vista, e a ele junte-se um judeu, e este mate-o.

10 Mulheres, escravos e menores são isentos de tsitsit pela Torá. Por decreto dos Sábios, todo menor que saiba envolver-se por si, precisa usar tsitsit, para que seja educado em cumprimento dos mandamentos. Mulheres e escravos que queiram vestir tsitsit, podem fazê-lo sem bendizer, assim como todos os demais preceitos dos quais são as mulheres isentas: caso queiram fazê-las sem bendizer, não se pode impedí-las. O tumtum e o andrógeno são obrigados em todos estes preceitos por dúvida, pelo que não bendizem, senão fazem-nos sem bendizer.

11 Como é o cumprimento da obrigação do preceito de tsitsit? - toda pessoa que é obrigada a cumprir este preceito, se vestir uma roupa sobre a qual deve colocar tsitsit, coloque nela tsitsit, e [somente] depois a vista. Se vestí-la sem tsitsit, descumpre um preceito positivo. Todavia, roupas aptas para que nelas seja colocado tsitsit, enquanto não se cobrir com elas, e permanecerem dobradas e guardadas, estão isentas de tsitsit, pois não são "obrigação da roupa", senão obrigação da pessoa que dispõe de tal roupa.

12 Apesar de não ser ninguém obrigado a comprar um talit para se cobrir com ele, para colocar nele tsitsit, é inadequado a uma pessoa piedosa que procure estar isento deste preceito. Ao contrário, procure sempre a pessoa estar vestido com alguma roupa que é obrigada com tsitsit, para estar cumprindo este preceito. E, no momento da oração, mais que tudo é necessário que seja cuidadoso em estar envolvido com tsitsit. É, vergonhoso para uma pessoa que é talmid ĥakhamim que ore em estar envolto em tsitsit. (*)

13 Seja sempre a pessoa meticulosa com o cumprimento do preceito de tsitst, pois o escrito [na Torá] colocou-o em peso de balança, fazendo-o relativo a todos os preceitos da Torá, conforme está escrito: "...E o vereis [ao tsitsit], e lembrareis de todos os preceitos de Adonai ..." - Nm 15:39.

Todo o Michnê Torá| | Voltar| | Todo o Livro| | Capítulo 1| | Capítulo 2| | Capítulo 3| Glossário|

Alguma pergunta? Consulte-nos!